Reforma, sim senhor!

Olá!! Você vê cada projeto incrível de arquitetura, mas essa não é sua prioridade no momento? Seu desejo atual é reformar a casa, trazer o novo, reciclar as idéias? Senta que esse post é seu.

Em geral o que mais incomoda são os ambientes de convívio. Tanto faz se é uma família, um casal ou mesmo quem mora sozinho e costuma receber os amigos. Então, sala de estar e cozinha serão nossos focos. Sobre lavabo temos um post quentinho aqui. Mas, as dicas que daremos também servem para ele.

Começaremos pela cozinha! Lugar por excelência em que os bons gourmets vão querer se reunir. Pode apostar, se você marcar um jantar com os amigos em casa, eles fatalmente irão entrar nesse espaço. Mesmo que uma porta o separe do restante do ambiente.

E como renovar azulejos antigos, revestimentos que não combinam mais com seu estilo de forma prática e menos indolor? Bem existem algumas possibilidades.

  1. Quebrar tudo e começar do zero. Vantagens: vai ficar do seu jeitinho, tudo novo e lindo como sonhou. Desvantagens: Gera um monte de entulho, não é muito amigável com o meio ambiente. Você provavelmente ficará alguns dias sem acesso a cozinha. Leve em conta o custo de demolir, preparar a parede para receber o novo revestimento, fazer a aplicação, finalizar com a limpeza. Além do revestimento em si, da argamassa e do rejunte.Screen Shot 2018-02-20 at 21.40.58.png
  2. Aplicar um porcelanato extra fino sobre o existente ou azulejo sobre azulejo. Vantagens: evita a quebradeira e é relativamente rápido. Desvantagens: no caso das paredes o que fazer com as caixas de luz, tomadas e interruptores? Eles vão ficar “afundados” no novo revestimento? Outro detalhe, porcelanato sobre porcelanato ou azulejo sobre azulejo precisam ser muito bem aplicados ou podem se soltar com facilidade. Mesmo tomando esse cuidado, a possibilidade de descolarem é maior do que a peça aplicada da forma tradicional (diretamente na parede ou piso preparado para tal).Screen Shot 2018-02-20 at 21.38.38
  3. Colar azulejos plásticos ou adesivos. Vantagens: no caso dos azulejos plásticos custo similar ao de um papel de parede. Ambos garantem rapidez na aplicação. Desvantagem: não tolera calor (fogão, forno) e a incidência de sol constante pode desbotar o produto.Screen Shot 2018-02-20 at 21.55.49.png
  4. Pintar. Vantagens: você evita a quebradeira e o resultado é relativamente rápido. Gasto menor que as demais opções. Desvantagens: a tinta pode amarelar, descascar, ficar com manchas. O resultado estético final pode não trazer a mudança que você imaginou. Recomendo testar numa área (de 1 x 1 m se possível) antes de pintar a parede toda. E, se optar por essa solução, ficar atento aos rejuntes. É necessário pintá-los também. A tinta mais indicada é a epóxi ou PU (pelo menos na base, consulte seu pintor).
  5. Revestir com cimento. Vantagem: os cimentos atuais tem um acabamento liso e homogêneo; a camada de produto é fina não alterando em nada a disposição de interruptores e caixas de luz; sua aplicação evita a quebradeira, entulhos e é rápida. Desvantagens: Se houver trinca estrutural na parede é necessário tratar antes de usar essa ou qualquer outra solução das citadas acima.  Dica: deve ser aplicada uma base especial para cerâmica antes de revestir com cimento. Por isso procure profissionais especializados.

Screen Shot 2018-02-20 at 15.55.37.png

 

img-20180125-wa00302085999176.jpg

Outras soluções passam por painéis de mdf laminados (só aplicáveis em áreas secas e longe do calor) e painéis metálicos (inox é uma boa saída). Essas soluções também podem ser mistas, combinando uma das alternativas (1 a 5) a um dos painéis.

O importante é que, quando tudo estiver pronto, você possa encher o peito de alegria e que esse sentimento seja duradouro. Afinal de contas na grande maioria dos casos você vai olhar para aquele cantinho TODOS os dias. Vale a pena investir!!

Linda semana para você!!