Reforma, respira fundo e acalma

Olá!!!

Hoje vamos falar de um assunto assim, digamos, delicado. Muita mas muita gente mesmo tem experiências incríveis com o reformar e o construir. Mas, em muitos casos também as coisas não saem exatamente como o planejado. Então se você está passando agora, agorinha mesmo por uma situação como essa… senta, respira fundo e leia o texto. Pode te ajudar!

Final de ano todo mundo naquela correria louca querendo terminar todas as coisas, resolver todas as pendências, os chefes parece que pensam que o mundo vai acabar no último dia de dezembro, a gente pensa tal e qual sobre o nosso negócio, o nosso trabalho, a nossa reforma. Socorro!!! Quem foi que nos fez acreditar que os planos vão pelo ralo junto com a decoração de Natal dos Shoppings?

Lembra de um tempo em que o Natal só começava mesmo em dezembro e aquele clima gostoso de festa se estendia até janeiro? Pois é, com a pressão pelas vendas, pelo lucro, pelos resultados, nosso final de ano começa em outubro e tudo o que ele simboliza vaza pelos dedos no último dia de dezembro. Calma pessoal! Muita calma nessa hora!!

Sim eu sei, você tem planos. Eu tenho planos, todos temos. E a expectativa mata a gente!! Sério!! Os níveis de cortisol, hormónio do stress, vão as alturas quando perdemos a cabeça. Sim, dá pra entender! Você sonhou que iria passar as festas na casa nova. Ou que iria inaugurar a piscina, a churrasqueira, a sauna ou qualquer outra coisa que estava inclusa na reforma. E é altamente frustrante perceber que o tempo está passando “rápido demais” e talvez não dê para realizar o seu sonho.

Vamos pensar um pouquinho a respeito?

Será mesmo que o tempo está passando tão rápido ou você está acumulando milhares de coisas pra fazer ao mesmo tempo? A obra está sob a responsabilidade de alguém? Ou você está fazendo todas as compras de material sozinho (a)? Sabe, os prestadores de serviço as vezes  precisam de uma ajudinha para lembrar de todos os itens necessários para realizar aquele trabalho em especial. Ajude-os a lembrar! Faça uma lista, peça pra avisarem com determinado tempo de antecedência para que você possa se organizar. Tem coisas que acabam em cima da hora ou foram mal calculadas, mas a maioria dos elementos de uma obra podem ser mensurados e previstos bem antes.

Acabou o produto, não te avisaram e ainda por cima disseram que vai atrasar se não chegar logo? Então, antes de sair dirigindo perigosamente e praguejando contra tudo e contra todos, o que definitivamente não irá deixar seu dia e sua obra melhores, respire! Tão simples que a gente nem lembra. Converse, com calma. É possível que o prestador compre o material e te traga a nota?  Há alguma coisa que ele possa fazer – veja bem não é castigo – para facilitar levando em conta que foi falha na comunicação? Relembre o combinado. Peça colaboração. Respire.

Sabe aqueles momentos em que você está feliz, radiante, grato e que tudo acontece perfeitamente bem? A vaga certa aparece no estacionamento lotado bem na hora em que você chega! Você nem acredita!!! Parece até que o universo conspira a seu favor?  Pois é, o inverso também é verdadeiro. Por isso por mais correria e loucura que possam estar a sua frente durante uma obra, procure ser racional. Eu sei que é difícil, já fui irracional umas tantas vezes e posso te garantir que não funciona!! Questione-se! A expectativa corresponde ao real? O prazo tá curto? Lembre-se o mundo não vai acabar em dezembro! Porquê todos os seus planos precisam ser executados a risca até lá? Será que um pouco de flexibilidade não te deixaria mais leve, menos estressado (a) e de quebra facilitaria o fluxo do trabalho? Quando a gente estabelece uma meta irreal, num prazo apertado e ainda põe a maior pressão em cima dos prestadores… veja a receita para uma bomba está pronta! Ao invés disso, converse, marque uma reunião com todo mundo. Seja firme, mas seja racional. Ouça as pessoas. Indague as razões do que não saiu como deveria. Somos todos humanos, lembra? E todos cometemos erros.

Programe-se! Muitas fábricas fecham no final do ano, entram em férias coletivas. Se você acredita que irá precisar daquele piso maravilhoso que viu na loja, liga agora mesmo pra lá e reserva. Compra o quanto antes. Há alguns anos atrás as lojas avisavam quando as indústrias iriam parar de receber pedidos. Em geral era em dezembro. Depois conforme o consumo aumentou, os pedidos deveriam ser encaminhados em novembro. E hoje em dia, existem fábricas que fecham suas agendas em outubro. Percebe? Sem planejamento é muito fácil perder o prazo, a cabeça, a tranquilidade…

Acalmar, respirar, racionalizar, planejar!! E lembrar que o mundo segue… em breve teremos mais 365 dias para realizar aquilo que nos move.

E vai ficar lindo!!! Tenha certeza!!

Boa semana para você!!