Cidades e florestas são compatíveis?

Foi noticiado no segundo semestre de 2017 o projeto de uma cidade floresta na China. Fomos buscar um pouco mais de informações para vocês. Afinal de contas tem a ver com nosso futuro, o futuro de uma humanidade sustentável.

Liuzhou Forest City como está sendo chamado o complexo de hotéis, residências, hospitais e escolas irá abrigar cerca de 30.000 seres humanos, mais de 40.000 árvores e quase um milhão de plantas de 100 espécies diferentes. Uma linha de trem associada a carros igualmente elétricos irão conectar a cidade –  que contará com painéis de energia auto sustentável e geotérmica- ao restante do país. Todos os edifícios serão cobertos por plantas e árvores!! É surpreendente!!

A idéia vem a ser aposta para a solução de um problema monstruoso na China. A poluição é galopante no país e exige medidas rápidas e eficientes. Até 2020 os chineses planejam investir US$360 bilhões “para ampliar a participação das renováveis na sua matriz energética” (artigo: A transformação no setor elétrico da China – Revista Exame)

O conceito de floresta vertical foi testado com sucesso por seu criador no Bosco Verticale  em Milão na Itália e também em outro prédio na Suíça. Stefano Boeri tem experiência e ousadia suficientes para imprimir sua marca nesse e em outros projetos ao redor do mundo.

Bosco Verticale

Shijazhuang, uma das áreas mais poluídas do território chinês, prepara-se  para receber em 2020 o protótipo de uma cidade com 100.000 habitantes e verde para todos os lados. Menor gasto de energia, garantia de biodiversidade, temperatura amena e ar puro. Realmente um negócio da China!!

Forest City Shijiazhuang

Liuzhou, em números:

  • 10.000 toneladas de CO2 absorvidas por ano
  • 57 toneladas de poluentes absorvidos por ano
  • 900 toneladas de oxigênio produzidos por ano
  • 30.000 habitanes
  • 40.000 árvores (10.000 a mais do que o número de sua população fixa)
  • 1 milhão de plantas – mais de 100 espécies diferentes

Quando essa maravilha virá para o Brasil? Arquitetos do nosso grande país que tal elaborar algo semelhante levando em vista nossa realidade?

Gostou? Assine nossa newsletter

 

*Imagens: site oficial Stefano Boeri Architets